VRF - “VARIABLE REFRIGERANT FLOW”

Serviços prestados em sistemas VRF

  • Projetos
  • Venda
  • Execução
  • Instalação
  • Asistencia técnica




Atendimento personalizado

Você gostaria de comprar algum produto, abrir chamado de assistência, ou tirar duvidas? Clique aqui     SOLICITE ATENDIMENTO

O que é VRF?

A sigla VRF provém do inglês, "variable refrigerant flow" e podemos chamar também de VRV (volume de refrigerante variável) é um sistema de condicionamento de ar central do tipo Multi Split, ou seja, uma única condensadora atende mais de uma unidade evaporadora.

Foi desenvolvido principalmente para edifícios de médio e grande porte e seu grande diferencial para os sistemas de condicionamento de ar central convencionais é que possui um controle independente das unidades evaporadoras, proporcionando um conforto térmico melhor, pois cada usuário decide a temperatura de operação da sua unidade. Outro ponto positivo é que o consumo energético é bem menor se comparado aos sistemas convencionais, visto que seu consumo energético é proporcional ao número de unidades evaporadoras que estão sendo utilizadas.

O grande “segredo” do sistema possuir essas melhorias, advém de uma combinação de tecnologia eletrônica com sistemas de controle micro processados, aliado à combinação de múltiplas unidades internas em um só ciclo frigorígeno.

Outro ponto favorável é a rapidez de instalação e versatilidade de adequar-se a arquitetura do local sem muitas alterações e possuir um baixo nível de ruído.



Mas como funciona um VRF?

Constitui em um sistema de expansão direta, onde o ar troca calor diretamente com o fluido refrigerante por intermédio da evaporadora.

Nos sistemas de expansão indireta, o fluido refrigerante resfria outro fluido ( normalmente água ou uma mistura de água com etileno glicol).

Esse sistema consegue abastecer de fluido refrigerante várias evaporadoras com um único compressor, que através do controle eletrônico, varia a rotação do compressor, o que possibilita um fluxo de fluido refrigerante variável, conforme a carga térmica exigida no momento.

Outro diferencial do funcionamento é que na partida do compressor o mesmo parte “em rampa”, ou seja, sua rotação vai aumentando conforme vai diminuindo a inércia do rotor do compressor o que possibilita um consumo de energia de até 40% se comparado com os sistemas convencionais que o compressor parte em 100% de sua potência. Portanto se temos uma máquina de capacidade de 20TR (tonelada de refrigeração) e a carga térmica do ambiente solicitado naquele momento for de 10TR. O equipamento funcionará proporcionalmente a isso, ou seja, consumirá uma energia relativa a uma potência de 10 TR ao invés de 20TR.

Nos equipamentos residenciais essa tecnologia foi adaptada e surgiram os condicionadores de ar splits do tipo “inverter” que nada mais é do que o sistema descrito acima com alguns componentes a menos.

Portanto, mesmo para um usuário residencial é de grande vantagem a instalação de um sistema inverter, pois o consumo de energia se mantém na mesma proporção do VRF e pode chegar em até 40%.



Marcas que trabalhamos

Midea Samsung Fujitsu Hitachi LG Carrier